Coordenadores Paroquiais participam de formação

DSC 2887Os coordenadores de movimentos e pastorais da paróquia São José participaram no fim de semana dos dias 03 e 04 de março, de um curso de formação com padre José Milton dos Reis e palestra sobre a campanha da Fraternidade com Edson Silva.

Após o curso de formação quando foi ressaltado a importância de assumir o serviço ao estar coordenando uma comunidade, movimento ou pastoral, sendo exemplo e estar baseado na Sagrada escritura, todos devem estudar e refletir.

Quanto a palestra sobre a campanha da fraternidade, o tema “Biomas Brasileiros e defesa da vida”, com lema “Cultivar e guardar a Criação”, a igreja quer apresentar que tudo é criação de Deus e que essa criação vai desde a natureza até o homem que nela esta inserido.

“Mas o que é Bioma? Bioma é o conjunto de ecossistema com mesmas características numa mesma região como, mata, rios, pessoas e cultura de um povo que mora nesse local. O cartaz da campanha da fraternidade nos relata essa visão quando apresenta as regiões e os povos que estão nessas regiões. Dessa maneira a igreja nos propõe a defesa da natureza, onde somos administradores. São João Paulo II disse em uma carta que devemos enquanto administradores cuidar das coisas de Deus. Temos que olhar para a criação de Deus, natureza e pessoas”, comenta.

Ainda segundo, Edinho, como é conhecido temos que olhar para o mundo como criação de Deus, e quando não cuidamos de sua criação praticamos o pecado contra mim e contra o outro e contra Deus. Temos que conhecer a nossa realidade, respeitar a cultura de nosso povo. Precisamos compreender o cuidado com a natureza, a criação, a vida e é isso que a campanha da fraternidade quer nos falar. Conheçamos nesse tempo os Biomas brasileiros que são 6(seis): Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga, Amazônia, Pantanal e Pampas.

“Com gestos concretos a igreja nos pede que conheçamos a realidade também de onde estamos. E isso já vem a tempos sendo discutido pela igreja quando o papa Bento VI falava da ecologia humana, cuidar dos rios, matas e pessoas, depois Paulo VI, São João Paulo II que foi grande defensor da vida, papa Bento XVI, grande defensor da ecologia e agora com Papa Francisco intensificando esses esforços pela defesa do meio ambiente”, finaliza.

Por Vânia Abdala

 

  • site-pascom.jpg