Ministros da palavra se reúnem para formação

min 2O último sábado (4) os ministros da Palavra da Paróquia se reuniram no Salão Paroquial para um curso de formação com Padre Leandro José de Melo.

De acordo com o Padre, o objetivo foi relembrar a missão deles de anunciadores da palavra e a preocupação em preparar com antecedência a reflexão da palavra em cada celebração. “Devem-se preocuparem em prepararem a celebração visando a estrutura que existe com os ritos iniciais, com a liturgia da palavra, o momento de adoração a eucaristia, visto que eles tem essa missão de anunciar a palavra de Deus”, comenta.

Segundo ainda ele, a igreja confiou essa missão a eles então é o momento de atualizar, e de apresentar algumas propostas que os ajudem a se organizarem na preparação , meditação e oração da palavra antes de ir para a comunidade a que eles forem designados para anunciar a boa nova do evangelho.

Quanto às reuniões, elas acontecem uma vez por mês, onde além de receberem a escala é o momento também para cada um apresentar seus desafios , alegrias e esperanças bem como o que sentem ao ir nas comunidades celebrarem. 

Por Vânia Abdala

“Para esse ano, os Ministros da Palavra pediram para que a igreja proporcionasse para eles algumas formações específicas, principalmente nesse campo de interpretação da palavra de Deus. Por eles ocuparem essa função de grande responsabilidade, muitos deles apresentaram essa dificuldade em entender, contextualizar e trazer para a vida das pessoas, com isso essa é proposta para os próximos meses, para que nos organizemos e trabalhemos nessa perspectiva de repassar materiais que a igreja já tem, para auxiliá-los em suas funções como refletir um texto, como se preparar para uma homilia, como aplicar o texto para a vida da comunidade. Todo anúncio da palavra de Deus visa isso”, completa o padre.

O Padre comenta ainda que hoje a comunidade católica de Muzambinho possui cerca de 26 ministros da palavra que atuam nas comunidades urbanas e rurais, fazendo celebrações quando o padre não tem condições de atender. Para ser ministro da palavra, a pessoa precisa ter 21 anos completos e passa por uma avaliação dentro da comunidade, para que de fato a igreja possa escolher pessoas que correspondam as necessidades da paróquia, é um ministério um pouco exigente porque esta ligado diretamente a palavra de Deus.

“As comunidades ainda estão de adaptando aos ministros da palavra, infelizmente muitas pessoas ainda não aceitam esse ministério, mas é necessário para que se floresça em nossa igreja essa abertura para a diversidade de ministérios, temos uma escassez de sacerdotes de ministros ordenados, que não podem atender as comunidades, Muzambinho é uma paróquia territorialmente extensa e precisamos destes ministros. Eles são ministros extraordinários, tanto da palavra como da eucaristia que estão exercendo, em nome da igreja, esse ministério ligado diretamente ao pároco”, lembra .

Finalizando ele disse que o ministro da palavra não é um cumpridor de função, mas sim exerce a missão de florescer uma assembléia orante, juntamente com acólitos, coroinhas entre outros e apesar dos desafios posso dizer que estamos caminhando bem.

Por Vânia Abdala

  • site-pascom.jpg