Morro Preto - Nossa Senhora Aparecida Mãe do Cristo Redentor

Histórico da comunidade

Doação do terreno: Família Salomão e Família Zandomenighi. O local foi escolhido pelo Frei Lauro, que era o pároco na época, e a igreja foi construída em 1953, tendo como padroeiros Sagrado Coração e Santo Antônio, que foram padroeiros até o ano de 1942, até que aconteceu um grande milagre de Nossa Senhora na comunidade, desde então a comunidade passou a ter como padroeira Nossa Senhora Aparecida.

Os primeiros responsáveis foram: Caetano Zandomenighi e Antônio Salomão.

Obs: A capela atual foi construída no terreno doado por José Joaquim Salomão e Dona Adelina Barbieri Salomão.

Os primeiros ministros da Eucarístia foram: João Bertolino Salomão e João Vieira.

O primeiro coordenador : João Bertolino Salomão. Depois vieram os seguintes coordenadores: Osmir Barbieri, João Bertolino Salomão, que ficou até os atuais que são Romualdo Donizetti Salomão e Claudinéia dos Reis Salomão.

Os primeiros catequistas: Maria Casagrande e Cecília de Fátima Salomão. Depois vieram Cida Salomão, Roberto Garcia, João Moreira, Cida Moreira, Nicolau Casagrande, Antonio Casagrande, Mauri Barbieri, Regina Batista, Edna Lopes, Marcio Barbieri, Marlene Moreira, Osvaldo Moreira, Edilaine da Silva, Silvana Casagrande, Terezinha Casagrande, Luiza Nadaletti, Luzia Salomão, Vanda Salomão, Angélica Salomão, Julia Rojo Vaz, Ana Carolina, Anderson, Isadora, Lucimara Salomão, Juliana, Roneti, Marta Zandomenighi, Luzia Casagrande , Cecilia Casagrande, Aparecida Salomão, Osmir Barbieri, Donizetti Ramos, Selma e Delma da Silva, e o atual e coordenador é Wagnoilson(Waguinho).

Os fatos que mais marcaram a comunidade:

Missões, duas Redentoristas e Três pela Providencia Santíssima. Também um fato que marcou a comunidade, foi um Milagre muito grande de Nossa Senhora Aparecida, que mudou até o padroeiro, passando de Santo Antonio para Nossa Senhora Aparecida Mãe do Cristo Redentor, quando um carro de bois com mais ou menos 1.500 quilos de terra passou em cima de um menino da comunidade aos cinco anos de idade, seu pai gritou por Nossa Senhora e o menino nada sofreu, e esse menino tornou-se um grande líder da comunidade, seu nome Pedro Salomão.

As principais atividades:

  • Celebrações;
  • Grupos de Cânticos;
  • Movimentos e Pastorais como: Saúde, Folia de Reis, Visita aos doentes, Novena de Natal, Catequese, Dízimo, Novena de Nossa Senhora, Triduo Pascal, Procissão até o Cristo Redentor na sexta-feira Santa e movimento da Mãe Rainha;

As metas para o futuro:

  • Santas Missões Populares;
  • Reforma da capela;
  • Aumentar o numero de participação de pessoas na comunidade e caminhar sempre juntos;

Observação final: O nome Morro Preto foi devido ás várias queimadas que faziam no morro e pretejavam a terra, e a comunidade conta atualmente com 167 familias, e apenas 12 familias não são católicas;

  • site-pascom.jpg