Sábado Santo - Vigília Pascal

DSC 4786

Este é o sábado da Vígila Pascal, no qual nos colocamos junto ao túmulo de Jesus para esperar a Sua ressurreição gloriosa. E mais do que esperar, contemplar, meditar e entrar na profundidade do amor apaixonante de Jesus vivo e ressuscitado no meio de nós.

A Vígila Pascal é uma das mais belas e importantes celebrações. Primeiro pela riqueza da Palavra de Deus, que nos é dada como um banquete. Meditamos todo o mistério da vida humana, da humanidade, da criação de todas as coisas desde a criação de Deus até a nova criação com a ressurreição de Jesus.

Hoje, é preciso se banquetear com a Palavra de Deus. “Se ontem fizemos um dia de jejum, hoje vamos nos banquetear. Comeremos tudo à vontade”. Não! Com sobriedade nos alimentaremos de forma abundante da Palavra. Porque a Palavra de Deus que ouvimos hoje, durante toda a Vígilia Pascal, tem uma catequese linda, profunda e magnífica para a nossa vida espiritual!

Caminhamos durante toda a Quaresma para celebrarmos aquilo que vamos viver hoje. Deste modo, escute primeiro o que o anjo está a dizer: “Não tenha medo!”.

A morte foi vencida pela vida. E quando ela é derrotada, porque a última cartada do medo em nós é a morte, o que nós podemos ou devemos ainda temer? De quem ainda teremos medo? Porque Jesus venceu a morte, e uma vez que ela é vencida, não tem mais poder sobre ninguém que está no domínio de Cristo Jesus. Só teremos a morte ou seremos vencidos por ela se não levarmos a vida em Cristo.

Nesta noite da Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, precisamos clamar e acima de tudo exclamar: “Ele ressuscitou! Ele está vivo! Está no meio de nós!”.

Em nossa meditação de hoje, gostaria de deixar gravado em nosso coração uma vontade profunda de viver essa noite como aquilo que deve ser a nossa vida: em comunhão com o Ressuscitado. Não viva a Páscoa de outra forma, não fique pensando que celebrar a Páscoa é voltar a fazer o que fazia antes. “Eu já fiz muitas penitências durante a minha Quaresma!”. Mas continuemos na vigilância, cuidando de nós; permitamos que este homem velho possa morrer em nós. Aprofundemos a nossa comunhão com Deus, nossa vida mística, porque sem ela não experimentamos os frutos da ressurreição. Tudo continua a ser como antes e a vida segue assim.

Há algo de profundo nesta noite, há um silêncio que se irrompe, um fogo que nasce e traz uma luz nova para o nosso coração. E quando somos conduzidos à presença de Cristo, é aceso em nós o fogo abrasador, fogo da graça que ilumina as trevas do nosso coração.

Se há algo em nós que ainda caminha em meio às trevas, permitamos que a luz do Ressuscitado nos ilumine. Se há algo em nós que ainda está obscuro, caminha no erro, na ignorância, permitamos que nesta noite sejamos iluminados pela luz de Cristo.

Tudo que posso desejar é que nenhum de nós percamos a maravilha da celebração dessa noite: a noite do Mistério Pascal, da Vigília Pascal, da Ressurreição de Cristo, onde a Sua Palavra nos ilumina e nos cura.

Uma santa Páscoa para todos nós!

Deus abençoe você! (homilia.cancaonova.com)

  • site-pascom.jpg