Celebrado o dia de Santa Rita de Cássia: a padroeira das causas impossíveis

DSC 0149

Com muita fé, os fiéis saíram às ruas de Muzambinho para demonstrar a sua devoção à Santa Rita de Cássia, conhecida mundialmente como “a Santa das causas impossíveis”, a procissão saiu da Igreja Matriz, por volta das 18:30 com sentido ao bairro Barra Funda, onde fica localizado a igreja de Santa Rita de Cássia.

A procissão foi recebida com fogos de artifícios, flores e muitas palmas, momento de muita alegria para todos que ali estavam, carregando em seus corações pedidos e agradecimentos àquela que no sofrimento viveu intimamente com Deus, entregando a sua vida.

O pároco Padre Milton, iniciou a sua homilia com uma pergunta:

“É possível ser feliz no sofrimento? ”

Seguiu com a história de Santa Rita, que tendo casado muito cedo e sem o seu consentimento, ela sofreu muito com o temperamento violento do marido, mas, com muita oração e fé, teve a graça, seu marido já não era mais violento, mas logo foi assassinado. Os seus filhos juraram vingar a morte do pai, mas a mãe continuou fervorosa nas orações, sabendo que os filhos poderiam carregar o fardo do pecado e perder a vida eterna, fez um pedido a Deus, que preferia ver os dois filhos mortos do que serem assassinos.

Palavras duras, mas Rita sabia que essa vida terrena não tem valor comparado à vida eterna, e que seria muito melhor para os seus filhos uma existência curta nesta terra que uma vida eterna sem Deus no inferno. Exemplo de mãe, esposa e seguidora de Jesus, Santa Rita nos mostra que devemos transformar toda a nossa dor em gestos de amor e caridade.

Finalizando a celebração, os devotos, caminharam até a imagem em um gesto de fé, tocando a imagem e levando com sigo, uma rosa, para abençoar os seus lares.

Por Rogério Barroso

  • banner1000x120.jpg
  • site-pascom2018.jpg