Celebração pelo Dia de Santa Rita de Cássia

DSC 7195

Na noite do dia 22 de maio, aconteceu na Comunidade Barra Funda, procissão e Missa pelo dia da Padroeira Santa Rita de Cássia, moradores com muita fé e devoção, saíram em caminhada por algumas ruas do bairro com o andor de Santa Rita e logo após aconteceu a Celebração da Palavra realizada pelo Pároco José Milton dos Reis.

Padre Milton inicia a homilia recordando a vida dos Santos da Igreja Católica, nos Santos a graça de Deus. Os Santos e Santas foram homens e mulheres como nós que confiaram em Jesus e porque confiaram em Jesus foram capazes de vencer o mal; porque confiaram em Jesus foram fiéis a vontade de Deus e hoje reina com Jesus no céu; é a graça de Deus que nos conduz à Santidade, ninguém é santo por si mesmo, por mais que eu seja inteligente, capaz, bom, tudo isso que eu sei o que eu faço é graça e dom de Deus. Feliz o homem e a mulher que reconhecem que Deus é o Senhor; feliz o homem e a mulher que busca em Deus as graças para sempre caminhar e crescer em santidade. Os Santos foram assim eles manifestam a bondade de Deus quando olhamos para sua vida, vemos como Deus foi bondoso, como Deus foi misericordioso para com aquela pessoa, como Deus não abandona quando olhamos para os Santos nós recordamos que Deus chama homens e mulheres para manifestar a sua vontade; homens e mulheres que vão cuidar do povo de Deus. Os Santos manifestam em suas vidas a graça de Deus porque Deus cuidou dele e dela, porque Deus através dele e dela quer cuidar do seu povo e ao celebrarmos a vida dos Santos nós expressamos o desejo “Senhor eu quero ser santo, eu quero crescer para o bem, eu quero um dia voltar para junto de Vós nos céus.”, finaliza.

Padre Milton relata que “Santa Rita, mulher de fé, expressou esse desejo de ser Santa. Desde criança muito religiosa seu pai como quê a vendeu para um homem, porque entregou a ela não porque ambos vivessem o amor, mas por que ele tinha muito dinheiro; interessado na herança que ela podia receber entregou ela ainda jovem para um homem muito mais velho, violento, alcoólatra, brigão, fanfarrão e ainda jovem criança teve que suportar tudo isso.” Naquele tempo não era a pessoa o homem e a mulher que escolhia o seu marido ou a sua esposa eram os pais que indicavam e o pai quis que ela casasse com esse homem porque era rico, mas era também muito violento; e como ela sofreu, mas não perdeu sua fé ao contrário rezava pedindo a Jesus “converta o coração de meu marido, acalma o seu coração, traz paz humildade fortaleça-o no teu amor e a sua oração foi tão intensa, tão persistente e que de fato o esposo se converteu, deixou de beber, e ficou menos violento já não brigava mais. Mas porque estava tranquilo e calmo, aqueles com quem ele tinha brigado, viram que estava mais manso foram e o mataram. Ela vive de novo a dor agora estava bom, agora que ele estava vivendo como um companheiro, agora estava me ajudando alguém o assassinou, mas ela não perde a fé, permanece fiel a Deus mas os seus filhos juraram matar quem matou o pai , juraram vingança e Santa Rita agora ela reza novamente pedindo a Deus livra meus filhos do mal não deixe eles praticaram o mal não deixe eles mancharem o seu coração sua alma com o sangue de alguém, livra-os do mal se necessário tira-os deste mundo leva-os para junto de ti mas não permita que eles se tornem assassinos e miraculosamente de uma hora outra, os filhos morreram e aí ela ficou viúva, agora sozinha desde criança muito religiosa quer ir para o convento, mas a princípio a madre superiora do convento não a aceita porque já era casada mulher de um homem violento, mãe de dois jovens que queria matar alguém como esta pessoa pode ser mais religiosa? Mas Santa Rita não desanima e confia no seu Deus ele converteu o coração do meu esposo ele cuidou dos meus filhos levando-os para o céu antes que eles praticassem o mal, ele também cuidará de mim e com certeza a graça de Deus dobra o coração da madre superiora e ela é acolhida no convento e durante a sua vida no convento ele consagra todos os seus dias rezando pelas famílias rezando pelas mulheres para que sejam fortes na missão de ser mãe, de ser esposa, diante das dificuldades permaneçam firmes na fé, rezando pelos homens para que sejam mais atenciosos, mais amorosos, mais prestativos para com a família.

Santa Rita consagra sua vida rezando pelos jovens para que sigam os ensinamentos de Jesus para que vivam em família. Ela consagra sua vida dizendo a Jesus “eu quero sofrer contigo para a salvação da humanidade, eu quero sofrer contigo para que todos sejam salvos protege os trabalhadores, protege as famílias, cuide dos doentes” e ele pede a graça de participar do sofrimento de Jesus para salvar a humanidade do pecado e Jesus lhe dá graça.
Certa vez estava rezando diante do Crucificado e de lá sai um espinho que afeta a sua testa e faz uma ferida que não cura, que não pode ser curada, cura mas está sempre lá e mais do que isso: aquela ferida que por mais que cure não sara tem um mal cheiro muito forte e as pessoas não conseguem ficar com ela porque está fedendo carne podre ela tem que ficar isolada, mas consagra sua vida para salvação da humanidade, como Jesus foi abandonado, como Jesus foi colocado de lado, como Jesus sofreu e consagrou tudo isso para a salvação da humanidade, ela sofreu com seu esposo, sofreu com seus filhos, sofreu a rejeição, agora com esta ferida na fronte sofre também a dor física, mas também o desprezo das irmãs que já não querem mais ficar muito perto dela, e ela consagra tudo isso para a salvação da humanidade.

Então, "nós queremos nesse dia de hoje, pedir a Santa Rita que lá do céu interceda por nós e peça a Jesus que nos dê a graça de ser também fiel a aquilo que Ele nos pede, aquilo que Ele nos ensinou, que não voltemos atrás ou esmorecemos diante das dificuldades, desafios, das tentações do demônio ou da maldade das pessoas, que nós possamos permanecer fiel a Deus que nós possamos cada dia buscar em Deus como fez Ela, as graças necessárias para vencer o mal e crescer para o bem que nós possamos como Santa Rita rezar por nossas famílias, que nós possamos buscar viver em fraternidade como Jesus pediu “uma coisa eu vos Peço amai-vos uns aos outros como eu vos amei” e hoje no Evangelho nós vimos que Jesus fala “não tenho medo Eu volto para o Pai e vou enviar para vocês o Espírito Santo de Deus, o Espírito da Verdade o Espírito da sabedoria, o consolador, o advogado", salienta Padre Milton.
Peçamos então a Jesus por intercessão de Santa Rita, dá-nos Senhor do teu espírito Santo, dá nos senhor da tua força, da tua coragem, da tua sabedoria, para que no dia a dia possamos ser fiel no amor, para que no dia a dia caminhemos como filhos e filhas de Deus e amanhã ou depois possamos celebrar com todos os santos a grande festa nos céus.

Por Diego Augusto da Silva

"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""
  • banner1-1000X120.jpg
  • banner3-1000X120.jpg
  • banner_1000X120_São_Francisco.jpg